LOGÍSTICA REVERSA
DE LUBRIFICANTES
  

Reunião sobre a logística reversa de embalagens plásticas de óleo lubrificante usadas no DF - SEMA

FONTE: Jogue Limpo, em 06/02/2020

Para discutir a reformulação do Termo de Compromisso que rege a logística reversa das embalagens plásticas de óleo lubrificante usadas, no Distrito Federal, a Secretaria de Meio Ambiente realizou uma reunião no dia 06/02/2020, com o Ezio Camillo Antunes do Instituto Jogue Limpo, Alzira Rafaela S. Santos da GRI Koleta - Gerenciamento De Resíduos Industriais S.A. (operador logístico do Instituto Jogue Limpo), Andréa Portugal da SLU, Rodrigo Gertrudes e Magali Gioconyo Rossin do SINCODIV e a Luciana Bertini Leitão do PRODEMA.

O objetivo foi promover a articulação e discussão da celebração do Termo de Compromisso que terá como metas ampliar o atendimento para recebimento de embalagens plásticas de óleo lubrificante usadas em comércios varejistas como supermercados e oficinas mecânicas no DF em conformidade com as metas estabelecidas no Plano Distrital de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos - PDGIRS.

Ficou acordado que a SEMA enviará a minuta do Termo de Compromisso para que todos possam ler e fazer sugestões até o dia 18/02/2020, depois disso o documento deve ser assinado. "É importante que os sindicatos relacionados à cadeia se engajem para que o varejo consiga cumprir a sua parte na logística reversa", disse o coordenador de Implementação da Política de Resíduos Sólidos da SEMA, Glauco Amorim.

No Distrito Federal apenas em 2019 foram recolhidas de forma ambientalmente adequada, 83 toneladas de embalagens, das quais 98,3% foram destinadas para a reciclagem (Instituto Jogue Limpo - Logística Reversa para Lubrificantes). As 83 toneladas destinadas representaram 44% do que foi disponibilizado pelos fabricantes e importadores no DF.

O Jogue Limpo disponibiliza oito Pontos de Entrega Voluntária (PEVs) no DF. A média de recebimento mensal foi de 75 kg de embalagens, no ano passado. O material é recebido pelos caminhões do Instituto e o material segue para a central de recebimento do sistema localizada em Ceilândia, onde são processadas, e depois seguem para reciclagem ou outra destinação ambientalmente correta.

De acordo com Jair Tannus, a SEMA vai trabalhar esse ano no sentido de implantar a Logística Reversa em todos as cadeias produtivas em que estão previstas. O DF tinha acordo assinado com a cadeia de OLUC e com a logística reversa das embalagens plásticas de óleo lubrificante usadas, tendo ambas se expirado em 2018.

De acordo com a PNRS (Política Nacional de Resíduos Sólidos), Lei 12.305/2010, a responsabilidade legal da logística reversa é compartilhada por toda uma cadeia, onde cada agente, consumidor, comerciantes varejistas e atacadistas, fabricantes e importadores, têm participação fundamental para o êxito do sistema de logística reversa.

Representantes da SEMA na reunião:

• Jair Vieira Tannus

• Glauco Amorim

• Isadora Lobão Mori

• Dálio R. M. Filho

 
  Todos os direitos reservados • Jogue Limpo © 2014..2020